quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Caminhos Tortos


Eu sou mais um em milhão
De tantos casos por ai
Por que você iria justamente acreditar em mim?
Eu sei que é pouco, muito pouco o que eu tenho a oferecer
Será que você ainda pensa em mim, como eu penso em você?
Eu te descrevo como a luz
Que me guiou na escuridão
Eu ganho tanta segurança
Quando eu toco a sua mão
São esses meus caminhos tortos que me levam a direção
De ter tudo o que eu quis pra mim, não perder o que um dia foi meu
São todos tão iguais
São como nossos pais
E ninguem consegue ver,os caminhos tortos que me levam até você
Eu me disfarço em sorrisos falsos, gente que não quero ver
Mesmo do outro lado do oceano eu posso sentir você, de novo
O vento que te leva é o mesmo que te traz
Você é a diferença que procuro em mais
Nesses caminhos tortos
Será que ainda faz sentido
Eu cantar no teu ouvido?
O meu erro foi achar
Que o tempo ia curar
Mas, ah..
Nesses caminhos tortos
Será que sua verdade
Tem um pouco de saudade?
Se eu queria enlouquecer
Mas que seja por você
Depois de ir tão longe por alguem,
Desculpe mas eu não quero mais ninguem
São todos tão iguais
São como nossos pais
E ninguem consegue ver,os caminhos tortos que me levam até você
São todos tão iguais
São como nossos pais
E ninguem consegue ver, que eu te amo e espero pra sempre por você

Um comentário:

Mábele Ferreira disse...

huuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuummmmm

Postar um comentário